1º Ciclo

"Leveduras a borbulhar"


   A professora titular de turma lançou um desafio aos pais e familiares dos alunos no sentido de se implementar um Projeto "O contributo dos pais e familiares no enriquecimento do processo de ensino aprendizagem dos alunos", que consistiu em convidar os mesmos a trazerem à sala de aula os seus conhecimentos em áreas ou domínios que desejassem. Deste modo, houve um aluno que convidou a tia a participar neste projeto, tendo esta aceite o convite.
A Dr.ª Margarida Vieira aderiu a este  Projeto e no passado dia três instalou o laboratório na sala de aula. Entre outras atividades, destaca-se "Leveduras a borbulhar". Através desta atividade, os alunos ficaram a conhecer a importância dos microorganismos na produção de alimentos do dia a dia, como o pão, e outros produtos através da fermentação, comprovando a produção de CO2 por ação de leveduras.
Estas atividades experientais implementadas contribuiram para a melhor compreensão de fenómenos e materiais utilizados no dia a dia.
As fotos ilustram o interesse e entusiasmo demonstrado pelos alunos que participaram nestas atividades experimentais.                                 

 
              



                               -------------------------------------------


No dia 11 de fevereiro, os alunos da Turma J marcaram presença no Auditório da Biblioteca Municipal e participaram na Ação "Redes Sociais e Navegação Segura". Estes alunos ficaram mais informados sobre esta temática de relevante importância para crianças desta faixa etária.
Enquanto esperavam pelo momento tão desejado por todos, ocuparam o tempo no espaço da Hora do Conto.

         

                  




                         ----------------------------------------------------


O Carnaval foi vivido por nós com muita alegria e diversão na nossa escola. As fotografias ilustram isso mesmo...

                  



Os sinais de pontuação

O ponto final para que serve afinal?
E o ponto de exclamação?
Que grande admiração!
O ponto de interrogação,
é quem responde à questão.
Os dois pontos usam-se então
antes de uma citação ou enumeração.
O ponto e vírgula serve
para fazer uma pausa um pouco maior do que a vírgula
Os parêntesis, o que dão?
Dão uma explicação ou informação.
E o travessão, serve para quê?
Serve para introduzir uma fala, ou sei lá o quê.
E as reticências, o que são?
São para deixar no ar uma ideia por acabar.
  

Vitor Hugo Ventura Amorim
N.º 20       Turma: J       Ano de escolaridade: 4.º     
Escola Básica Visconde de Salreu
Agrupamento de Escolas de Estarreja



O Amor

Era meia-noite
Vi uma estrela a brilhar
Fez-me lembrar os teus olhos
Quando me estavas a beijar.

Uma noite vi no céu
Uma estrela cadente
Essa estrela me mostrou
Que me amavas eternamente.

Eu não quero mais sofrer
Nem mais uma vez chorar
Eu só quero o teu amor
Que tens para me dar.

Esses olhos azuis
Azuis linda cor
São teus livros de estudo
Na faculdade do amor.


Afonso Duarte Vieira da Cruz
N.º 1       Turma: J       Ano de escolaridade: 4.º
Escola Básica Visconde de Salreu
Agrupamento de Escolas de Estarreja





Este tempo, já era!

Há muitos séculos atrás,                                     
Vieram habitar povos de todo o mundo.       
Os muçulmanos e os romanos
Foram uns de muitos que habitaram cá.
                                                                                     
Chegando a monarquia
Foi a vez de governar,
O rei D. Afonso Henriques
Que foi feito para conquistar.

Começou então,
A primeira dinastia.
Existindo nove reis
Da dinastia Afonsina.

A segunda dinastia
Foi mais difícil de se suceder;
Finalmente em 1 385
Decidiu-se o governador.

Esse governador
Foi o rei D. João I
Começando assim
A dinastia de Avis.

Em 1415, o infante D. Henrique
Pediu a seus pais,
Para conquistar Ceuta.
Começando assim, a era dos Descobrimentos.

Em 1 524, nasceu Luís Vaz de Camões.
Sendo o maior poeta português;
Publicando em 1 572,
A obra os “Lusíadas”.

Em 1 580, Portugal perde a sua Independência
Que durou 60 anos.
Pois em 1 640
Portugal tem-na de novo.

A quarta dinastia
Foi a dinastia de Bragança
Existindo catorze reis
Que acabaram com a monarquia.


A monarquia acabou,
A República começou.
Em vez de reis
Era a vez dos presidentes.

Existiu sete reis
Da primeira República
Seguidamente por
Presidentes do Estado Novo.

Os presidentes do Estado Novo,
Existiram cinco presidentes
Com Salazar a governar
Era o povo apreciar.

Em 25 de abril de 1 974
Houve uma grande revolução
Essa revolução foi
A dos cravos.


Pedro Filipe Oliveira Varum
N.º 18       Turma: J       Ano de escolaridade: 4.º
Escola Básica Visconde de Salreu


---------------------------------------------------------------------------------

Acrósticos produzidos pelos alunos do 4º ano turma J

Prof.ª Paula Batista

Desenhador quero ser
Esticar-me e depois desenhar
Sentir-me seguro a desenhar
Escolher as coisas que pinto nas telas.
Nas telas vou pintar árvores ou animais
Haverá alguma coisa para desenhar? Talvez um urso!
Alguma coisa tem que ser! Mas o quê?
Desenhador quero mesmo ser, desenha tantas coisas.
Olhar o mundo sob a forma de desenho
Romper as nuvens e desenhar um avião ou um pássaro.

                                                      Vitor Hugo

      Jogador quero ser;
      Olhar e marcar.
      Ganhar taças vou fazer.
      Até marcar não vou descansar;
      Dinheiro vou ganhar
     GOlaços vou marcar
   TreInar sim, descansar e até viajar.

                                                    Pedro Varum



        Domador quero ser;
        O chicote vou usar
        Meter o leão na jaula e ouvi-lo a refilar
        A vénia vou fazer para o publico aplaudir
        Dizer ao leão para saltar o arco em chamar
       NO circo sei que vou fazer êxito
    Vou Rir e ser feliz para toda a vida

                                                   Gabriel Silva


                   




--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

                     Futebolista eu quero ser
                     Uma pessoa inteligente
                     Trabalhar para ser agente
                     Eu vou esforçar-me para muito trabalhar
                     Bom futebolista quero ser
                     O treinador vai ficar orgulhoso
                     Lá isso é que vai, porque
                Tudo Irei fazer para lhe agradar
                LindisSimo irei ficar quando for jogar
                     Tantos jogos irei jogar
                     Até me fartar!
                               
                                     Gabriel Domingues



  Saxofone sei tocar
  Ao mundo irei mostrar
 EXemplo disso é imaginar
  Oficina de criação
  Força de pulmão
  Orgão ao pé do coração
  Não desistir
  Insistir para conseguir
  Ser amigo de todos
  Tocar e impressionar
  Atuar e brilhar
                         
                                                   Guilherme Xavier


















Nas comemorações do 10º Aniversário da Biblioteca Municipal de Estarreja estão a ser realizadas, por parte da Biblioteca Municipal de Estarreja,  algumas atividades, nomeadamente encontros com autores, apresentações de livros, sessões de autógrafos, Horas do Conto, Contos com Fraldas, Contos para Pensar, Chá com Letras, espetáculos e momentos musicais e de animação cultural.
Neste âmbito, os alunos do 4º J da Escola Básica Visconde de Salreu vão participar no encontro com as escritoras, Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada, tendo para isso estudado a obra "Uma Aventura na serra da estrela"  e desenvolvido uma série de trabalhos que foram expostos na biblioteca da escola.
Ficam aqui os registos dos mesmos.







































                                                                                                                                     08/10/2014

1º B - "Construção de casas"

No âmbito do tema "localização no espaço" os alunos do 1º ano, com a colaboração dos pais, construíram habitações, com recurso aos seguintes materiais: caixas, pinhas, guaches e outros materiais recicláveis.



----------

1º B - Dia do Pai










----------

No dia 18 de março, as turmas do terceiro ano do nosso Centro Escolar tiveram a oportunidade de visitar o Planetário Nair Pereira Bonito, em Torredeita, Viseu.

Foi uma visita muito enriquecedora, já que o saber que não esquece é aquele que de experiência é feito. A visita começou pela manhã, com a chegada dos alunos à Fundação Joaquim dos Santos e apreciação de exposição sobre artefactos domésticos, como máquinas de escrever, de tecer, de costurar! As crianças têm frequentemente a noção de que os objectos que usam foram e são mesmo assim… e que não houve outros que os tivessem antecedido, nem feito nascer!
Quando as crianças entraram no planetário propriamente dito, começou a parte mais apelativa e fascinante. Puderam “ir às estrelas”, à Lua, maravilhar-se com um mundo fantástico, onde não faltou um pequeno príncipe, cheio de curiosidade e de charme, nem um astronauta americano que os levou a ver as crateras da sua lua, que é também a Lua de todos os seres humanos iguais a nós.



  
Depois, e ajudados pela nave “Imaginação”, voámos todos até mais alto, pelo caminho dos planetas, das estrelas e de todo o Universo. Assim, pôde-se crescer, já que a Imaginação, a Sabedoria e a Vontade servem para isso, para transformar seres mais pequenos em outros mais crescidos, mesmo que esse “crescer” não seja visível aos olhos. Já dizia St Exupery, o aviador que percorreu os céus e que deixou mensagens genuínas na Terra: O essencial é invisível aos olhos, só se vê bem com o coração”.

O Ecomuseu foi a atração da tarde e ficámos também a saber que Joaquim dos Santos, o “Pai” desta fundação não nasceu afortunado de bens materiais; conseguiu sim, com o seu trabalho criar fortuna, que entregou em grande parte para a criação desta instituição, uma iniciativa de Arcides Baptista Simões. A fundação abrange uma escola profissional, jardim de infância e creche, lar de idosos e serviço domiciliário, rancho folclórico e ainda mais uma valência que está a ser criada (Unidade de Cuidados Continuados).
Achamos que todos os alunos, especialmente a partir do terceiro ano de escolaridade, deviam ter oportunidade de fazer esta visita.

 Já agora: o planetário também tem sessões para jovens mais velhos que nós.

         


------
Dia Mundial da Poesia

"Faça lá um Poema"

Por iniciativa conjunta do Plano Nacional de Leitura e do Centro Cultural de Belém, realizou-se, o concurso de poesia FAÇA LÁ UM POEMA, com o intuito de incentivar o gosto pela leitura e pela escrita de poesia. Desta forma o PNL convidou, todos os níveis de ensino desde o 1º ciclo ao secundário, de todas as escolas do país a participar no concurso com o intuito de descobrir novos autores.
A nossa escola aderiu ao convite com várias poesias, tendo o poema OS MIL E UM SONHOS do aluno Gabriel Silva do 3º F, sido selecionado para participar no concurso.


------
Votação dos “Hinos da Fruta” até dia 10 de março


Encontram-se em processo de votação até dia 10 de março de 2014, os Hinos da Fruta das escolas participantes no projeto “Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável”. A Câmara Municipal de Estarreja implementou pela primeira vez nas escolas do concelho, este programa educativo de intervenção motivacional desenvolvido pela APCOI – Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil.
   As Escolas Visconde de Salreu, da Póvoa de Cima e EBI de Pardilhó chegaram à etapa final do projeto: inventaram uma letra para o “Hino da Fruta” e enviaram um vídeo com os alunos a cantá-lo. Os trabalhos estão disponíveis para votação do público desde o dia 10 de fevereiro até 10 de março de 2014, no endereço www.heroisdafruta.com
 na Escola Básica Visconde de Salreu, duas turmas aderiram ao projeto, levando às crianças lições importantes sobre saúde, alimentação, culinária ou atividade física. Uma boa “maneira de incentivar os miúdos a consumirem mais fruta”, afirma a coordenadora do estabelecimento de ensino, Graça Ribeiro, que nota a ausência desse incentivo no seio da família. 

Os 60 hinos mais votados serão analisados pelo júri que escolherá três vencedores. O júri escolherá ainda mais um hino vencedor de entre os que não chegarem a finalistas. As escolas premiadas no desafio recebem a visita da APCOI com a "Festa dos Super-Heróis da Fruta" que inclui uma peça de teatro-interativa para comemorar a importância que estes alimentos têm para a saúde das crianças.
Em Estarreja, o projeto “Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável” foi implementado em 6 escolas, envolvendo 15 turmas do pré-escolar e 1º ciclo do ensino básico e 350 pequenos Heróis da Fruta. 3 escolas, num total 9 turmas, aproximadamente 210 crianças, concluíram com sucesso o desafio.
  A professora da turma do 3º F, da Escola Básica Visconde Salreu, Paula Baptista, faz uma avaliação muito positiva ao projeto. “Eles têm andado muito entusiasmados. De uma forma geral foi bastante positivo”, comenta a docente que faz habitualmente a vigilância dos lanches dos seus alunos e já verificou algumas mudanças nos seus hábitos alimentares com a introdução de mais peças de fruta.
O objetivo é aumentar o consumo diário de fruta nas crianças até aos 10 anos, contribuindo para a prevenção da obesidade infantil e das restantes doenças associadas, numa altura em que “os alunos abusam no açúcar e outros alimentos não muito benéficos”, constata a professora.
A mensagem veiculada aos mais pequenos não se limita ao recinto escolar, tendo chegado à comunidade. “Eles sentem-se heróis e transmitem a outros alunos, aos pais, familiares e vizinhos”, conta Helena Geraldo, professora do 1ºB, da Escola Básica Visconde Salreu. Mesmo no primeiro ano, com idades mais novas, as crianças“começam a ter um papel ativo e são elementos de transmissão de informações”. Com a ajuda deles a escola está a sair fora de portas e a envolver a comunidade.
Os testemunhos dos alunos do 3º F comprovam que hoje estão mais conscientes da importância do consumo da fruta:
“Com o projeto Heróis da Fruta habituamo-nos a comer fruta.”
“Foi uma muito boa ideia contra a obesidade, temos outros hábitos e começamos a gostar mais de fruta.”
“A nossa professora trouxe fruta e todos deviam comer.”
“Boa ideia porque comer fruta tira-nos os maus hábitos da comida plástica.”
“Eu como mais fruta, tem vitaminas.”
“A fruta dá-nos força e energia para o dia-a-dia.”

Passos para a votação:
. Aceder ao site http://www.heroisdafruta.com/p/votos.html
. Escolher de entre a lista completa o distrito AVEIRO, o concelho ESTARREJA e a escola (VISCONDE SALREU, EB PÓVOA DE CIMA ou PARDILHÓ)
. Aparecerá o vídeo, a letra da música e um número de telefone para o qual deve ligar para votar. Esta chamada tem o custo de 0,60€+iva.
Esta é a única maneira de votar.
Números de votação:
Salreu 760 458 191
Pardilhó 760 458 192
Póvoa de Cima 760 458 193
Pode visualizar os vídeos no canal da Câmara de Estarreja no Youtube http://www.youtube.com/CMEstarreja




A História de Portugal passou pela EB Visconde de Salreu
Os alunos da turma do 4º I realizaram um trabalho sobre História de Portugal, numa perspetiva interdisciplinar. Foi abrangida a área de Português com a elaboração, a pares, de uma entrevista a uma personagem histórica, trabalhando assim o texto dialogal e suas características. Envolveram nesse trabalho pesquisa sobre as ditas personagens, enriquecendo e relembrando, os seus conhecimentos de estudo do meio. Dramatizaram essas entrevistas, apelando mais uma vez à pesquisa para saberem compor as respetivas personagens com roupa semelhante à da época, contando com a colaboração dos Encarregados de Educação. Esse trabalho foi bastante motivador, já que tinha uma finalidade: apresentar o trabalho aos colegas da outra turma do 4º ano, entusiasmando os alunos, aprendendo e aplicando conhecimentos de uma forma mais lúdica e cooperativa.
Todos se reuniram na Biblioteca da escola para assistirem às dramatizações. Seguem-se algumas imagens.











A professora,
 Luísa Bastos
                                  

---------------------

No passado mês de Dezembro a turma do 3ºF, da professora Paula Batista, participou em várias atividades. Fica aqui o registo das vmesmas.



Turma f 3 ano_cevs_bibioteca from ebvsalreu

A Professora,
Paula Batista

Sem comentários:

Publicar um comentário